WhatsApp planeja proteger ligações de voz com criptografia


O WhatsApp ganhará uma nova proteção de ligações de voz nas próximas semanas, segundo publicou o jornal inglês The Guardian. O app para celular, que pertence ao Facebook, vai usar uma tecnologia de criptografia, que dificulta a identificação de registros das ligações realizadas no mensageiro. A própria rede social e o Google também têm estudado a utilização do recurso.

O WhatsApp, porém, não será o único app a fazer mudanças de proteção. Ainda segundo o jornal britânico, o Snapchat tem trabalhado em um sistema semelhante para a segurança das suas mensagens, enquanto o Google está explorando utilizações extras da tecnologia de criptografia, como em projetos de serviços de e-mail.O WhatsApp, porém, não será o único app a fazer mudanças de proteção. Ainda segundo o jornal britânico, o Snapchat tem trabalhado em um sistema semelhante para a segurança das suas mensagens, enquanto o Google está explorando utilizações extras da tecnologia de criptografia, como em projetos de serviços de e-mail.

Engenheiros de grandes companhias, como o Twitter, já testam esse tipo de proteção há algum tempo. No entanto, nada nunca foi à frente devido a tudo o que se exige para a criptografia dar certo. Até então, a ideia era priorizar a qualidade do conteúdo para cada usuário.

Apesar disso, pouco tempo depois da Apple causar polêmica na Justiça americana, ao não ceder dados do celular de um atirador, para não violar as leis de privacidade, o novo foco está em criptografia e ferramentas de segurança dos arquivos de cada usuário. Outros mensageiros, como Telegram e Wire, já criptografam suas mensagens.

As opiniões sobre o assunto polêmico são divididas, mas, ao que tudo indica, as principais empresas do mundo da tecnologia parecem estar unidas quanto a isso. Recentemente, um executivo do Facebook Brasil foi detido em meio a esta batalha por informações. O novo passo com o WhatsApp é mais um indicativo da posição da companhia de Mark Zuckerberg diante das pressões judiciais.

Fonte:TechTudo